pt

Notícias

Próximo sorteio: 10 Milhões

    Jogar agora
    Notícias

    Mulheres que mudaram o mundo com prémios da lotaria

    News image
    Feliz dia da mulher!

    Durante anos foram várias as mulheres que lutaram, e continuam a lutar, pela igualdade de género e para transformar o mundo num lugar melhor. Nomes como Joana d’Arc, heroína na revolução francesa, Marie Curie, cientista polaca dona de dois Prémios Nobel da Física, ou Malala Yousafzai, a jovem paquistanesa que em 2014, e com apenas 17 de idade, recebeu o Prémio Nobel da Paz, são apenas algumas das incríveis mulheres que marcaram a história.

    O Dia Internacional da Mulher festeja-se em quase todo o mundo a 8 de março e tem como objetivo celebrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres. Vamos então saber um pouco mais sobre a origem deste dia tão especial.

    Origem do Dia Internacional da Mulher

    No dia 8 de março de 1857, as operárias de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque fizeram uma grande greve, ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, nomeadamente, redução na carga diária de trabalho, equiparação de salários com os homens e um tratamento mais digno no trabalho.

    A manifestação foi reprimida com uma violência extrema e as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que depois foi incendiada. Como resultado, cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas neste ato desumano.

    Depois desse episódio, muitos outros protestos foram feitos, e um que se destacou foi o de 1908, onde 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque exigindo também a redução da carga horária, melhores salários e o direito de voto.

    Mais tarde, em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, decidiu-se que o dia 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher". Mas só em 1975 é que a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas), para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

    Mulheres que transformaram prémios da lotaria em sorrisos

    O mundo das lotarias também conta com histórias de mulheres incríveis que mudaram para melhor a vida de muita gente. Quem de nós nunca sonhou em ganhar a lotaria? Ganhar milhões e podermos comprar e fazer tudo aquilo que sempre sonhamos. Para a maioria de nós, seria um verdadeiro passaporte para a liberdade.

    Mas outros olham para um prémio milionário como um passaporte para transformar a vida dos mais necessitados. Hilda Floyd e Sheelah Ryan são dois exemplos disso, duas mulheres que ganharam a lotaria e que usaram esse dinheiro para ajudar os outros.

    Hilda Floyd ganhou $1 milhão na lotaria americana Idaho e doou quase todo o dinheiro do prémio para instituições de caridade. Sheelah Ryan ganhou uns incríveis $55 milhões na lotaria da Flórida, nos Estados Unidos, e decidiu criar a Fundação Ryan, uma instituição com o objetivo de ajudar os idosos e aqueles menos afortunados.

    Se queres seguir o exemplo destas duas grandes mulheres e ainda assim ficar com algum dinheiro para concretizares os teus sonhos, aproveita o sorteio do EuroJackpot desta sexta-feira, onde está em jogo um jackpot de €50 milhões, dinheiro mais do que suficiente para mudar muitas vidas.

    Notícias