pt

Notícias

Próximo sorteio: 10 Milhões

    Jogar agora
    Notícias

    Os piores presentes de Natal de sempre

    News image
    Alguma vez recebeste um destes presentes de Natal?

    O Natal é época de dar e receber, mas nem sempre existe um equilíbrio entre estas duas ações. Há sempre aqueles que gostam de receber mas não gastam muito tempo nem dinheiro na hora de comprar presentes para os outros.

    Agora imagina que tens de comprar um presente para oferecer a um familiar que ganhou recentemente a lotaria. Uma pessoa que sempre foi agarrada ao dinheiro, mas que ficou ainda pior desde que se tornou milionário.

    Então, o que poderemos oferecer a um homem ou mulher que agora têm tudo o que querem (mas não partilham nada) no Natal? Aqui ficam algumas ideias no nosso top 10 dos piores presentes que alguém pode oferecer no Natal:

    #1 O presente “Não me conheces minimamente”

    Este é dedicado a todos aqueles já receberam uma caneca genérica de melhor golfista do mundo mesmo sem nunca terem jogado uma única ronda de golfe na vida. É para qualquer adolescente mal-humorado que já tenha recebido um livro de colorir para crianças de 5+ anos de idade, e para qualquer mulher cujo marido lhe ofereceu um presente com base na opinião do empregado da primeira loja onde entrou. 

    Pontos de bónus se conseguires irritar a pessoa a quem vais oferecer o presente. Por exemplo, oferecer umas meias do F.C. Porto a um adepto do S.L. Benfica e fingir que foi um erro inocente.

    #2 O presente impossível

    Como é óbvio, quando escolheres o teu presente não deves perder a oportunidade de ser o mais criativo e atrevido possível. A pessoa em questão tem medo de alturas? Excelente, aqueles cupões de desconto para bungee jumping são perfeitos. É completamente careca? Oferece-lhe um champô para dar volume. Intolerante à lactose? Já está a sair um prato de queijo!

    #3 O presente passivo-agressivo, não muito subtil

    Dizem que a intenção é que conta, mas a malícia premeditada não. O presente de Natal passivo-agressivo e um tipo muito especial de anti-presente que podes oferecer sem revelar demasiado as tuas verdadeiras intenções. O tipo de presente que podes associar a sogros rabugentos ou irmãos ciumentos. Este tipo de presentes pode incluir aquele livro livros de culinária de dieta que a tua irmã te ofereceu para abalar com a tua auto-estima ou o avental que a tua sogra te ofereceu porque acha que não sabes cozinhar bem o suficiente para a filha dela.

    Um simples presente para dizer: “Não concordo contigo ou com aquilo que fazes e nunca vou deixar de dizê-lo, nem mesmo no Natal.”

    Então, para o teu familiar agarrado ao dinheiro que ganhou a lotaria, recomendamos que ofereças um daqueles mealheiros em forma de poco, “sabes, para poupares algum dinheiro”. Quem sabe ele perceberá a dica.

    #4 O presente das lojas com tudo a 1 euro

    Por falar em lojas que vendem tudo a €1, nada diz melhor “não poderia importar-me menos” do que um presente super barato e descontextualizado. Queres oferecer ao novo milionário da tua família uma embalagem de WC Pato para o Natal? Não precisas de nenhum motivo especial, basta aproveitares a promoção “leva dois, paga um” numa destas lojas.

    #5 O presente tipicamente irrefletido

    Receber um par de meias é um momento pelo qual todos os miúdos passam. Quem não se lembra da primeira vez que desembrulharam um presente à espera que fosse um brinquedo apenas para descobrir que afinal era par de meias. Para muitos esse foi o exato momento em que a sua infância morreu. E com o passar dos anos vamos recebendo cada vez mais, para nos lembrar que estamos a ficar velhos.

     

    Escolher um verdadeiro par de meias destruidor de almas requer um certo tempo, por isso não te esqueças de pesquisar com alguma antecedência para garantires que escolhes um par bem feio e chocante. Pontos de bónus se encontrares um par de meias extra longo, daqueles que fere o orgulho de qualquer macho.

    #6 O clássico presente inútil

    As meias pelo menos servem para alguma coisa. Os piores presentes são muitas vezes coisas que parecem ter sido necessário muito tempo e esforço para encontrá-las, mas que não têm qualquer propósito real que não seja ocupar espaço e recursos. Estamos a falar de rochas de estimação, ornamentos de cerâmica, gnomos para colocar no jardim, etc. Ornamentos feios são excelentes porque as pessoas sentem sempre a necessidade de fingir gratidão e acabam por colocá-los em algum lugar da casa.

    Faz destes um hábito e a cada ano esforça-te para ofereceres presentes ainda maiores, mais feios e mais assustadores do que nunca.

     

    #7 O honrado re-presente 

    Chegou a altura do ano para a tradicional visita àquela tia que detestas e para devolver o presente de Natal do ano passado. No topo da lista dos re-presentes tem que estar aquela lata azul de bolachas de manteiga que treinaram inúmeras gerações para odiar a Dinamarca. É bem provável que ainda continuaremos a vê-las passar de mãos em mãos durante um bons anos.

    #8 O presente “Mas é do coração”

    Talvez não valha a pena gastar dinheiro a comprar bolachas quando podes simplesmente pegar em meia dúzia de ingredientes e fazer os teus próprios biscoitos, não seguindo qualquer receita, e entregá-los com muito carinho àquela pessoas que os merece. Mas certifica-te de explicar todo o trabalho e esforço que colocaste para os fazer e de dizer que é “a minha própria receita especial”.

    Claro que isto é apenas uma das opções. Podes sempre relembras os tempos de escola e fazer um daqueles presentes que entregávamos aos pais quando eramos crianças, cheios de cola, rolos de papel higiénico e afins. Acredita que não existe nada mais divertido e gratificante do que ofereceres um desses presentes de adulto para outro adulto. Não te esqueças de entregá-lo e dizer “fiz especialmente para ti” com um pequeno traço de ironia na cara.

    #9 O presente “Aquilo que sempre quis”

    As avós safam-se sempre com um tipo de presente “do coração” muito especial, basta tricotar uma camisola e entregá-la como presente que ninguém tem coragem de reclamar. Elas ficarão ofendidas se não mostrares gratidão e se não vestires imediatamente a camisola que mais parece do abominável, homem das neves.

    Podes seguir os passos da tua avó e tricotar uma “bela” camisola para ofereceres de presente de Natal. Mas lembra-te que uma “camisola da avó” tem que ser muito apertada numas partes, muito folgada noutras e deve sempre ter uma manga maior do que a outra.

    #10 O presente “A intenção é que conta”

    O ano novo ainda não chegou e os saldos já começaram, com preços a partir de apenas 99 cêntimos. O teu orçamento acabou de esticar e agora podes comprar o obrigatório calendário do gatinho para oferecer àquela pessoa não muito especial. Pontos de bónus se deixares a etiqueta com o preço de propósito para que eles saibam exatamente o quão preciosos são para ti.

    Milagre de Natal

    Ok, agora que já nos divertimos vamos encarar os factos. Não tens motivos para ser um Grinch neste Natal e quem sabe poderás oferecer tudo aquilo que desejas aos que mais amas. Como provavelmente precisas de um milagre para fazer esticar (e muito) o teu orçamento, aproveita o fantástico jackpot de €68 milhões que está em jogo no sorteio desta sexta-feira e faz agora as tuas apostas para o EuroJackpot. Boa sorte!

     

    Notícias